O IRAE E SEUS 17 ANOS DE EXISTÊNCIA

1. A FUNDAÇÃO DO IRAE

Em 1999, um grupo de intelectuais se reuniu no escritório de Aristeu Almeida (irmão de Rômulo Almeida) com o objetivo de constituir um núcleo de estudos e reflexões sobre os problemas de Salvador, da Bahia, do Brasil e do mundo. Deste grupo participaram Amilcar Baiardi, Aristeu Almeida, Fernando Alcoforado, Francisco Santana, Leandro Lopes, Luiz Gentil, Kaki, entre outros. Após várias reuniões, foi decidido criar um instituto de estudos com o nome de Rômulo Almeida, o IRAE – Instituto Rômulo Almeida de Altos Estudos. Em seguida, foi elaborado um anteprojeto de Estatuto para o IRAE que foi submetido ao exame de grande número de pessoas convidadas a participar da nova entidade a ser constituída. Em assembleia, realizada em 1999, convocada para constituir o IRAE, contando com a participação de cerca de 200 pessoas, foi elaborado seu Estatuto inicial. O IRAE é uma Instituição sem fins lucrativos, reconhecido de utilidade Pública pelo Estado da Bahia em 10/01/06 (Lei 9.985/06) e pelo Município de Salvador em 13/07/07 (Lei 7.237/07).

2. OBJETIVOS DO IRAE

De acordo com o Estatuto, o IRAE tem entre seus objetivos contribuir para o avanço do conhecimento sobre a realidade baiana, brasileira e mundial nos planos político, econômico, social, cultural, tecnológico, energético e ambiental. Também almeja colaborar para o desenvolvimento sustentável da sociedade brasileira, propondo novas formas de desenvolvimento ético, político, econômico, social, cultural, tecnológico, energético e ambiental que promovam o aprimoramento das condições sociais, baseadas na real cooperação entre os seres humanos e em uma relação construtiva entre o homem e a natureza. O instituto pretende ainda contribuir para a implantação de uma ordem regional, nacional e internacional que melhor contemple as expectativas, os interesses e as aspirações dos seres humanos.

3. O PAPEL DO IRAE

Na execução de suas atividades o IRAE poderá:

I – executar estudos e pesquisas;

II – promover cursos, seminários, palestras, debates e outros eventos envolvendo temas de interesse da sociedade brasileira, da Bahia e do Nordeste, em particular;

III – elaborar planos, programas e projetos de desenvolvimento;

IV – realizar intercâmbios, celebrar convênios e outros meios de cooperação com outras

V – prestar assessoramento técnico especializado a organizações públicas ou privadas;

VI – publicar, veicular e editar livros, monografias, periódicos, filmes, fitas, CDs e outros meios de divulgação, bem como apoiar publicações de terceiros;

VII – divulgar o IRAE nos meios de comunicação existentes;

VIII – manter centro de documentação, banco de dados e acervo cultural em suas áreas de interesse.

 

4. A TRAJETÓRIA DO IRAE DESDE SUA FUNDAÇÃO

Os presidentes do IRAE desde sua fundação, pela ordem, foram os seguintes:

1. Fernando Alcoforado

2. Beraldo Boaventura

3. Hari Alexandre Brust

4. Ihering Guedes Alcoforado de Carvalho

5. Waldir Mattos Regis

6. João Nolasco de Carvalho

7. Aristeu Barreto de Almeida

8. Flávio Almeida

 

5. PARCEIROS DO IRAE

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES

Universidade Federal da Bahia – UFBA

Instituto de Estudos Brasileiros – USP

Instituto Lina Bo e P.M. Bardi

Fundação Getúlio Vargas – FGV Salvador

Associação Comercial da Bahia – ACB

Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro – IHGB

Academia de Ciências da Bahia – ACB